The why


Ás vezes pergunto me como cheguei até aqui e o porquê de ter permanecido …

Caminhei por terras de ninguém, num deserto sem fim sentindo uma sede penosa…

Foram as expectativas erradas e opressões causadas….

Ninguém nos conhece verdadeiramente , ninguém sabe mas ninguém se importa em querer conhecer…

Soltei as amarras , as correntes tudo aquilo que me prendia…

Comecei a sentir o vento , a brisa do fantástico , as cores do arco iris , o sol em meu rosto …

Comecei a sentir o pulsar da vida dentro do meu peito , senti que estava viva …

E o que fiz foi simplesmente agradecer , e ouvir as palavras certas no silencio …

Ouvi com atenção , e apercebi me que no silencio, ouvia o conto de uma linda história…a minha!

E gostei de tudo o que ouvi, as imperfeições , as falhas ..era o meu eco que falava para mim!

Carla Milho

4 comentários

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s