Another day in what could be paradise


Era suposto ser…

Quando mergulhei de cabeça, sem pensar, foi isso que eu pensei que iria construir, o meu pedacinho de paraíso.

E não era necessário muito para torna lo possível, as regras eram muito simples.

Curioso é que nunca acertam com a pergunta, essa até agora não foi feita. Sendo por medo, por falta de interesse, por distração ou sei lá o quê.

Mas na verdade, está visível, ela mora no meu rosto e em todas as minhas expressões ou palavras.

Será por eu ser tão difícil, será a minha personalidade forte que impede de a fazerem?!

Pois não sei, mas adoraria passar horas a conversar sobre o assunto.

Adoraria acordar no meu pedacinho de paraíso, fiz tanto para merece lo, nunca tive nada que fosse fácil ou que caísse do céu, sem que eu tivesse feito por isso… Talvez por isso, me julgar merecedora dele.

A esperança essa mantém se, mesmo quando o dia amanhece mais frio ou sombrio, são esses que exigem mais de mim, sussurrando ao meu ouvido que cheguei até aqui!

Carla Milho

2 comentários

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s