Surrender only to good things


Rendermos nos!!

Sim, devemos fazê-lo apenas às coisas boas, aquilo que nos roube sorrisos, nos de a mão quando estamos prestes a cair, aquilo que não nos coloque em dúvida, nunca.

Rendermos nos, não tem que ser necessariamente um acto que manifeste fraqueza, pode ser ao invés daquilo que se possa imaginar, um acto de amor, e de amor próprio.

Cansa, e cansa demasiado andar constantemente de armadura vestida, de espada sempre a postos e de nunca andar de costas viradas para o acaso, cansa e muito.

E é este cansaço, quando começa a fazer parte do quotidiano, retira a magia, o acreditar.

Torna tudo mais amargo, mais nublado e difícil de suportar, quando o peso seria menor se dividido.

Render, já não sei o que é… Perdi a noção do tempo, do espaço e do quotidiano onde já existi um dia.

Coisas boas, as que tenho não foram roubadas, não pertenciam a ninguém, fui eu quem as conquistou para fazerem parte da minha vida, e apenas eu sei o quanto isso me custou.

Baralhei, coloquei todos os ingredientes necessários para que o resultado fosse um sucesso, mas esqueci me do mais importante, eu!

Carla Milho

2 comentários

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s