Taking care is…


E cuidar é ..

Cuidar é estar presente para o que der e para o que não vier, é saber aceitar as imperfeições de cada um.

Cuidar não é fácil , não é fácil abdicar de determinadas coisas para ficar ao lado de alguém caso essa pessoa esteja a necessitar.

Ninguém deve pedir que cuidem de si , este tão nobre gesto ou atitude deve ser espontânea, sincera , sem que sintamos que é um fardo , um empecilho que apenas nos causa transtorno.

Nem todos têm esta particular habilidade, esta é a minha opinião . Nem todos desenvolvemos esta característica nas nossas personalidades, por esta razão é que muitos ao se sentirem pressionados com a responsabilidade de cuidar de alguém , desistem . Ao cuidar de alguém estamos a demonstrar o afeto ou o sentimento que nos liga a essa pessoa, e a forma que temos de demonstrar é precisamente não falharmos quando ela mais necessite.

Cuidar é fazer com que essa pessoa se sinta amparada , se sinta amada e importante na vida daqueles que a rodeiam. Mas creio que é algo que não deva ser imposto , nem pedido porque ao termos a necessidade de pedir a alguém que cuide de nós , estamos a fazer um género de uma exigência porque na minha opinião , cuidar é algo que tem que ser reciproco…agora cuido eu ,depois cuidarás tu.

Mas tal como em tudo o resto desta vida , não existe uma formula infalível ou mágica e muitas vezes cuidamos mais dos outros do que de nós mesmos . E este género de erro não pode, nem deve ser cometido, pois para termos a capacidade de cuidarmos de alguém temos também de cuidar de nós , pois de outra forma não o poderemos fazer corretamente. Temos que ser responsáveis com tudo em nossas vidas , inclusive connosco pois apenas assim saberemos valorizar devidamente tudo aquilo que possam fazer por nós e teremos também vontade de retribuir , afinal dar é bom mas receber em troca também o é.

E a responsabilidade de cuidar de alguém é algo que devemos assumir com grande sentido de responsabilidade , caso contrário á mínima dificuldade ou problema mais difícil de resolver , não o iremos fazer ou acabaremos por nos sentir pressionados ou sufocados com o peso dessa responsabilidade.

Na minha opinião , esta característica que outrora foi tão nobre, tem vindo a decrescer a um ritmo verdadeiramente assustador nas personalidades da maioria dos seres humanos , cuidar requer muita responsabilidade ,não há como negar este facto. As pessoas fazem promessas , porém na maioria das vezes não sabem o que realmente significa a palavra cuidar, e falham …falham de uma forma verdadeiramente assustadora , causando ainda mais sofrimento totalmente desnecessário.

Por esta simples razão , eu sou uma das pessoas que detesta que me façam promessas , prefiro que me demonstrem por atitudes quando eu preciso, pois por várias vezes as palavras que ouvi em forma de promessas não acompanharam as atitudes quando mais necessitei.

É muito perigoso fazer promessas , principalmente se estivermos muito entusiasmados com algo ou deslumbrados , será um grande erro . Devemos ser ponderados e sentirmos a certeza daquilo que possamos prometer a alguém, pois se falharmos estaremos a desiludir quem menos mereça .

Cuidar pode ser algo maravilhoso ou poderá ser algo que não tenhamos capacidade para o fazer, ninguém além de nós próprios se conhece verdadeiramente para ter a certeza que possui esta característica tão nobre , cuidar. Devemos estar preparados para o fazer para o resto de nossas vidas quando assumimos esse género de compromisso. Se formos pessoas instáveis , não devemos assumir uma responsabilidade desta dimensão , porque a nossa instabilidade não permitirá que sejamos responsáveis.

Pela minha perspetiva, cuidar é maravilhoso e das atitudes mais gratificantes que possamos ter , no entanto é uma ação que tem que ser reciproca , caso contrário acabaremos por nos cansarmos se formos apenas nós a faze lo.

Obrigado a todos os que lêem e apreciam o meu blog, vemos nos no meu próximo post até lá um bem haja a todos vós! 🌹💖

4 comentários

  1. Hey Carla, sorry for the late response to your posts. I have just found the translate button. Like it was right under my nose and I somehow should have seen it automatically – doh. And this prompted me to write back to you. I like the nuanced thought you have made about caring, it is an attitudinal quality and I suspect that some have it and others don’t. Helping, in contrast, is sometimes unhelpful and can be taught, I think. What do you think about the two? There differences, if any, and if caring is an innate quality that some people have and others do not; can the same be said of helping?

    Curtido por 2 pessoas

    1. Hi Alec, I think that it is a quality that some people have and others don’t.. Helping it is, on my opinion a different thing because sometimes we may think that we are helping and in the reality we are not… It is like advising it is very hard to give a good advice because only each of us can understand your own reasons. Hope to see you soon back in my blog. I like very much of your comment, thank you!

      Curtido por 2 pessoas

      1. You are most welcome. disclaimer. I’m a former senior manager in health and social services. I whistle blew a bit back. the conclusion I reached was that, systemically speaking, ‘we don’t care’… every time I got wheeled in to sort out potentially, if not actually, dangerous services I got an MA… I got 3 before I had had enough and they hold no value anymore… so your writing touches something deep inside… thank you 😊😊😊

        Curtido por 2 pessoas

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s