The diary of a madman -Part XVIII


O que estava a acontecer ali , aquela carnificina não poderia ser esquecida , nem ficar guardada dentro de uma caixa num arquivo , como mais um homicídio não resolvido.

O sangue espalhava se por toda a casa , como se dali não quisesse sair , parecia querer ficar ali por toda eternidade . Ele estava cada vez mais perturbado por estar a assistir aquele horrível momento , e mais uma vez sentiu que estava a ser sugado e desta vez para o piso inferior da casa , até ao local onde os seus pais já se encontravam , pairando ainda no ar e ambos ainda com vida!

A escuridão parecia segui los , ou seguir o seu assassino, não compreendia e continuava sem conseguir ver o inimigo, o barulho do som dos tambores não parava de aumentar , era como se á medida que a vida abandonava os corpos de seus pais ,eles tocassem com mais intensidade , gritando vitória. Aquele barulho começava agora a causar lhe danos , pois de seus ouvidos começava a ver se um pouco de sangue , a intensidade do som era demasiada para os ouvidos dos seres humanos e embora pensasse que era mais uma das suas alucinações , o seu organismo começava a dar lhe provas do contrário, estava mesmo ali …

Levou a mão a um ouvido e sentiu que tal como a dor , o sangue não iria parar , tinha que pensar numa forma de se ajudar , mas não conseguia sair dali e ao mesmo tempo também não o desejava , queria ver quem era o assassino de seus pais porque o crime não tinha ficado resolvido , nunca tinham encontrado o culpado ou os culpados!

Quando tentou mover se ,escorregou num liquido vermelho, o sangue de seus pais!

Debatia se entre a sensação de estar caído sobre o sangue de seus pais , com a vontade de gritar , de pedir que alguém o ajudasse , pois de sua boca não saía um único som . Parecia que tinha ficado mudo . Cada tentativa de se levantar era mais frustrante que a anterior , pois como a quantidade de sangue continuava a aumentar , mais ele escorregava .

Finalmente após vários minutos de tentativas em se levantar , minutos esses que lhe pareciam uma eternidade , deu se por vencido e deixou se ficar , sentindo que estava cada vez mais encharcado em sangue…

Só pensava numa palavra , misericórdia e apercebeu se que a pedi a ferverosamente , não para si , mas para os seus pais ….

O que não sabia é que o fim ainda não estava perto e que aquele terrível assassino não estava satisfeito… Ainda lhe faltava uma peça muito importante e especial….

Continua…

17 comentários

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s