Too much


Quando as coisas não nos afectam directamente, é sempre difícil entender o que o outro está realmente a passar…

É mais fácil deixar a tempestade passar, dando lhe um guarda chuva e um impermeável para se proteger, e assim o contributo está dado, e não existe razão para sentimentos de culpa de abandono. Ficamos bem na fotografia para a posteridade, e sim os outros admiraram o nosso acto altruísta.

Mas a tempestade que se aproxima é tão devastadora que não há guarda chuva ou impermeável, que proteja do caos, e essa é a verdade que não querem ver… Oh mas somos mais corajosos que os que verdadeiramente estão em apuros…

E além da tempestade, no meio dela vem a tormenta e o tão temido Adasmastor, que empurra e empurra até colocar no chão, aquele que está frágil, débil, que grita por socorro mas que ninguém o quer ouvir…

E o silêncio ganha forma, ganha conforto e cada vez mais espaço.

E nada mais será como antes, tudo o que foi não é mais e o que for será!

Um, dois, três… Acção!

Obrigado a todos os que lêem e apreciam o meu blog, um grande bem haja a todos vós! 🌹💖

6 comentários

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s