The love spell-Part XI


Nenhum dos presentes , nem médicos nem enfermeiros alguma vez em suas experiências , e mesmo até quando estudaram as várias vertentes da ciência da medicina , haviam visto ou ter ouvido mencionado alguma espécie de doença fosse ela provocada por um vírus ou bactéria, que provoca se tais escoriações, e feridas num corpo humano. Estavam todos completamente aterrorizados e desorientados, perante o que viam no corpo de Francisco .

Do lado de fora , o inspetor Carlos aproveitava para saber mais pormenores acerca do estado de Madalena , com a esperança que esta já estivesse mais desperta e lúcida , para que pudesse responder ás perguntas que ele tinha pra lhe colocar. No entanto , a chefe da equipa médica que estava encarregue de Madalena , achava ainda muito cedo esforçar o cérebro de Madalena , por causa do traumatismo craniano, o inspetor teria que esperar pelo menos mais 24 horas. Sem teimar mais com a médica , voltou para junto do quarto onde estava Francisco, e enquanto esperava por noticias do estado deste , pensava para ele mesmo que em 32 anos de serviço á policia , nunca tinha visto um caso assim tão estranho , sentia a sensação que algo lhe escapava a olhos vistos , mas não sabia o quê. E essa sensação deixava o impertinente.

Dentro do quarto de Francisco , todos aguardavam a chegada de Dr. Mauro pois ninguém dos presentes sabia com o que estava a lidar . Os sinais vitais de Francisco eram muito confusos e inconstantes , passando de estarem muito fracos a muito fortes , eram muito inconstantes , e eles temiam que o seu organismo não resistisse a tantas oscilações repentinas e continuas . Teriam que esperar pelo médico especialista que tinha começado com o caso daquela pobre criatura.

Lá em cima no Universo , a bruxa vestida de preto chorava lágrimas da cor do sangue , possivelmente o sangue que não saia das feridas de Francisco , e isso nunca lhe tinha acontecido em toda a sua existência, pois uma bruxa não chora , e não conseguia controlar aquilo que saia dentro de seus olhos , sentindo se aterrorizada com a sua situação . E logo agora que lá fora e cada vez mais próximo de si , aquela poderosa figura se formava com força e intensidade , e reluzia uma luz tão brilhante que parecia pintar o manto escuro do universo inclusive conseguia até camuflar as luzes das estrelas . O que quer que fosse era demasiado poderoso , e ela estava ali sozinha e os seus poderes não eram suficientemente fortes para lidar com esse género de ser mágico .

Ela era uma bruxa do destino , era uma bruxa a quem tinha sido atribuída a tarefa de castigar os seres humanos pelos seus pecados , cabia lhe a tarefa de acelerar o processo do carma , das leis dos Deuses, pois quando foi criada por um deles , foi assim que ficou decidido o seu destino e o seu dom .

E nunca nenhum dos Deuses lhe tinha contado sobre a existência de algo que pudesse originar a força que dava para sentir naquele momento no universo , e também a sensação de uma estranha mudança …e isso preocupava a seriamente.

Continua ….

2 comentários

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s