In the ringue


Olá caros leitores,

As melhores conversas são aquelas que tenho comigo mesma , não fosse eu a minha melhor e também a minha pior inimiga!

Sou aquela cujo sangue sobe rápido á cabeça , e aquela que quando se zanga explode de raiva, aquela que quando o sistema nervoso está alterado , a voz fala mais alto quase a gritar, sou aquela que tem uma personalidade forte e que não fica satisfeita com justiças, principalmente quando essas são direcionadas á minha pessoa ou aos que eu ame.

Sim tenho este feitio , este temperamento difícil para muitos entenderem . Sou um metro e meio de gente de ser humano ,que vê o tudo o que me rodeia de uma forma muito única e diferente , mas que não se sente incomodada com a sua diferença , pois se assim o é, terá que ter uma razão muito forte .

Por vezes a sensação é como estar num ringue , apetrechada com luvas de boxe olhando com desconfiança para os meus adversários lutadores , e todos eles são conhecidos , todos eles pertencem a uma categoria de pesos pesados porém nenhum deles me faz sentir medo , não porque eu seja melhor que eles , mas tenho algo que nenhum deles tem , coragem . E uma coragem verdadeiramente destemida , uma coragem por vezes um pouco louca , mas verdadeira!

Por vezes sou aquela que elimina do seu caminho a todo custo a negatividade , pois acredito mais no bem do que no mal , e acredito que quando se vê a vida desta forma , mais dia menos dia o impossível acontece.

Ir para o ringue ou estar sempre com a minha armadura vestida ,é algo que passou a fazer parte de mim, enraizou se na minha personalidade e tornou me mais forte mas também mais fria , e menos sensível porque na última batalha que travei esse pedaço de mim , desapareceu.

A vida fez questão de me ensinar e revelar o meu melhor lado , o lado de quem está obrigado a lutar contra um inimigo silencioso , e talvez por essa razão tenha perdido o medo de enfrentar os meus inimigos de carne e osso , talvez por essa razão tenha aprendido que nenhum deles me assusta mais . A lição pode ter sido dura, mas iniciou uma nova etapa na minha vida e na minha personalidade.

A minha armadura e as minhas luvas de boxe ,fazem parte da minha indumentária diária , do meu roupeiro onde todos os dias á noite os guardo , para que no dia seguinte saiba que ali estão, para me ajudaram a proteger me melhor e com mais eficácia.

Se fosse uma princesa o meu reino seria num ringue , e eu seria uma princesa guerreira , onde os golpes de seus adversários nunca foram dados com anestesia , foram sempre deflagrados sem dó nem piedade e foram muitas as vezes que estive perto de um knockout , no entanto no último momento sempre conseguiu levantar se e continuar a lutar, simplesmente porque acredita!

Espero que continuem a acompanhar o meu blog e a minha escrita, obrigado e um grande bem haja a todos vós! 🌹💖

8 comentários

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s