Dom Quixote do século XXI


Olá caros leitores ,

Hoje trago vos uma história diferente. Trago vos a história de Dom Quixote do século XXI.

Era uma vez um homem chamado Quixote , e como pertencia a uma classe social média alta , tinha privilégio de ter um título nobre , Dom Quixote.

Era um homem solitário e a vida tinha lhe pregado uma triste partida , ao ter levado cedo demais o amor da sua vida , a doce Dulcineia. Foram poucos os anos que partilharam as suas vidas em conjunto , mas Quixote viveu o que muitos procuram uma vida inteira , um amor de verdade!

Após a morte precoce da sua amada Dulcineia , Quixote fechou se completamente para o mundo , vivendo apenas porque sim , pois nada nem ninguém lhe dava o alento que a sua amada lhe deu um dia. Para evitar o contacto com muitas pessoas , apenas ficou com um dos seus mais fieis colaboradores , o bondoso Sancho Pança . Um homem simples , generoso que adorava os seus patrões. Mesmo apos a morte de Dulcineia , Sancho continuava a arranjar uma jarra com as suas flores favoritas , margaridas brancas , que colhia do jardim da casa.

Quixote era um homem muito rico , e não necessitava de sair de sua casa para trabalhar , podia faze lo confortavelmente em sua casa , porque era presidente de uma famosa empresa de cortiça. Com o passar do tempo , Quixote foi se desleixando cada vez mais com a sua aparência, perdendo totalmente o amor próprio. Cada manha , cada despertar era mais penoso que o dia anterior ,mas como tinha prometido á sua amada não iria desistir de continuar a sua vida , e iria escrever as suas memórias , como forma de garantir as suas passagens por este mundo.

Nessa manhã , Quixote tinha uma reunião na sua empresa , a qual já tinha adiado vezes sem conta , e desta vez não poderia faze lo mais , porque poderia colocar em risco o bom funcionamento da mesma e a continuação de sua produtividade. Ele era um patrão muito bondoso e consciente dos trabalhadores que para ele trabalhavam e dependiam de seus salários para viverem . Em tom desanimado, pediu ao seu fiel Sancho Pança que lhe tira se o carro da garagem , porque iria á empresa para a importante reunião.

Estava um dia quente e soalheiro , e através da janela de seu carro ele podia escutar os risos dos transeuntes na rua. Chegado á porta da sua empresa , pediu gentilmente a Sancho que fosse estacionar o carro no seu lugar de estacionamento ,e sugeriu que Sancho aproveita se o tempo enquanto esperava por ele, para ir passear um pouco. Quixote detestava formalidades com pomba e circunstância, o seu pensamento estava sempre em Dulcineia, a verdadeira dona do seu coração.

Continua….

4 comentários

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s