Disturbed minds


Olá caros leitores,

Nada é mais assustador e verdadeiramente preocupante que uma mente perturbada , que uma pessoa que tem várias personalidades, e em que uma delas é violenta.

São pessoas que não se conhecem , são pessoas que estão seriamente doentes , talvez ainda não se tenham dado conta ,mas é elas são um verdadeiro perigo para elas e também para os outros. Irão tornar se pessoas revoltadas , irão sentir muita frustração porque vivem em mundos imaginários , onde continuarão a alimentar as suas fantasias , porque essas são as suas realidades.

Eu testemunhei na vida de uma amiga minha, uma situação assustadora, com uma pessoa que tinha uma mente perturbada, e o que vos vou contar, infelizmente não teve um final feliz!

Esta situação já se passou há muito tempo , quando eu tinha 17 anos de idade. Com essa idade eu tinha uma amiga que conheci na escola , e por coincidência ou não, também ela ficou grávida quase ao mesmo tempo que eu. Ela tinha começado a namorar com um rapazito ,mais ou menos, na mesma altura que eu comecei a namorar com o meu marido, e o inicio do seu namoro foi igual a todos os outros, com a idade de 15 anos, a idade das grandes paixões. Eles não frequentavam a mesma turma , mas frequentavam a mesma escola , e esse rapaz era um pouco mais velho que ela , tudo era normal e saudável para aquela idade, encontravam se nos intervalos das aulas , iam juntos até á paragem do autocarro ,eu cheguei a acompanha los várias vezes, e tudo parecia normal. Penso que a relação deles foi se tornando um pouco mais séria ,porque recordo me que o namoro continuou mesmo depois das aulas terem terminado. E num dia durante as férias de verão , nós as duas tínhamos combinado ir comer um gelado e pôr a conversa em dia, e assim foi . Quando ela chegou ao pé de mim, notei que ela tinha nódoas negras nos seus braços e no seu pescoço, e como eramos boas amigas , questionei a acerca delas. Foi então que ela começou a chorar de uma forma desesperante, abraçada a mim com muita força, sinceramente recordo me de ter ficado sem reação . Contou me que o seu namorado lhe batia , que era um rapaz muito possessivo e com ciúmes doentios, e que monitorizava cada passo que ela dava , fiquei abismada porque eu conhecia o namorado dela e nada , nenhuma atitude dele , alguma vez tinha indicado tal personalidade. O conselho que dei á minha amiga em primeiro lugar , foi ela contar aos seus pais o que se estava a passar , porque a situação era grave, segundo disse lhe para ela terminar com ele, porque aquele namoro iria tornar se numa relação doentia, porem ainda desconhecia so pormenor que ela me contou de seguida, ela estava grávida . Foi então que pude entender ainda mais o desespero dela. Disse me que já tinha contado aos seus pais , a questão da violência física e também da gravidez , e como ela tinha uma ótima relação com os pais, eles apoiaram na e deixaram ser ela a decidir o que fazer em relação ao bebe. Foi quando ela me disse que levaria a gravidez avante, mas que queria afastar se do namorado porque mesmo sabendo que ela estava grávida , ele continuou a ser violento com ela , e ela estava receosa não só por ela mas também pelo bebe, e com toda a razão. Entretanto alguns meses passaram , e nessa altura também eu estava grávida , quando voltei a estar com ela , falávamos ao telefone, mas nessa altura ainda não havia a Internet e as comunicações eram diferentes . Ela estava prestes a ter o seu bebe, e eu estava grávida de 5 meses, perguntei lhe como estavam as coisas com ela, e ela disse me que finalmente tinha se conseguido livrar do namorado , porque tinha ido apresentar queixa á policia ,e tinha sido emitido uma providencia cautelar e ele não podia aproximar se dela. Ela estava tão serena e feliz. Chegou o dia que o seu bebe nasceu , e eu fui vê la a casa, ela tinha tido um lindo rapaz , saudável e ela encontrava se radiante , e os seus pais também . Por causa da minha gravidez ter virado uma gravidez de risco a partir do sétimo mês , fui obrigada a ficar em casa a repousar , e o contacto que tinha com ela era apenas pelo telefone. Mas ela estava bem , feliz com o seu bebe e em segurança em casa de seus pais. Estávamos em Dezembro ,e chegou a minha vez de ter o meu bebe , e quando fui para casa após ter alta na maternidade , também ela me foi visitar . Adorei vê la feliz , sorridente , serena e nunca me passou pela cabeça ,que era a última vez que a estava a ver.

O seu ex namorado e o pai do seu filho , parecia ter desaparecido , mas na verdade não , passou pelo que se veio a descobrir depois , meses a fio , a monitorizar as rotinas e os horários dela e dos seus pais, elaborando dentro daquela cabeça muito perturbada e doente um maquiavélico plano. E assim foi numa manha , após os seus pais saírem de casa para irem trabalhar , ele entrou , dirigiu se ao quarto dela e do bebe e matou a , gravou lhe uma faca no peito , abandonando o local ,deixando o bebe sozinho e indefeso , e foi entregar se á policia sem mostrar remorsos!

Fiquei destroçada quando soube ,e tudo aquilo me parecia ser igual aos filmes que assistia na televisão , e que algo tão monstruoso , não tinha acontecido a uma amiga minha, custou me um pouco a acreditar … Infelizmente , tudo era verdade , e uma vida tinha sido perdida por causa de um rapaz muito perturbado ,

Apercebi me que afinal na verdade ,que nunca conhecemos verdadeiramente os outros , que todos temos um lado que não revelamos , um lado sombrio , um lado assustador.

Infelizmente continua a haver inúmeras pessoas assim, espalhadas por este mundo fora , e julgo que hoje em dia é mais perigoso do que nessa altura ,por causa da Internet. Nunca sabemos quem é quem na realidade , no mundo virtual , a não ser quando conhecemos essa pessoa na vida real .

Foi das piores experiencias que infelizmente pude acompanhar na minha vida , e senti me uma rapariga cheia de sorte a dada altura , porque o rapaz com quem eu namorava e se tornou o meu marido e o pai dos meus filhos , nunca teve uma atitude agressiva comigo , nunca foi violento , sempre confiou em mim e sempre respeitou sem me fazer interrogatórios as minhas decisões e escolhas .Sinceramente não poderia ser de outra forma , caso contrário não teria ou continuaria casada com ele, porque detesto que me controlem , que desconfiem de mim , e se fosse violento , bem só o seria uma vez , felizmente não é nada disso!

Resumindo , é assustador esse lado sinistro de algumas pessoas , e muitas acabam por se tornar protagonistas monstruosos, fazendo vitimas , como podemos constatar nas noticias pelo mundo inteiro , é horrível! Por vezes todo o cuidado é pouco…

2 comentários

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s