The meaning of a wedding ring


Olá caros leitores,

Verdade, desvendar a verdadeira essência de alguém é algo muito especial e requer muita habilidade para o fazer.

Passar anos ao lado de alguém e no entanto, não perder a curiosidade de desvendar a outra pessoa, cada recanto de sua personalidade, ter a capacidade de continuar a ama la e apaixonarmo nos por ela, todos os dias, bem é algo muito especial e uma tarefa nada fácil de se conseguir fazer!

Fará amanhã 25 anos que me casei, há 25 anos que sou fiel e respeito a pessoa a quem disse sim..

Há 25 anos que compartilho a minha vida a seu lado, e há 25 anos atrás tornei me a Carla Milho.

Desde então que uso no dedo anelar da minha mão direita, um anel de ouro que simboliza e representa o meu compromisso com o homem que se tornou o meu marido, mas não é isso que faz com que o respeite mais ou menos, é um objecto que tem um grande significado para mim, mas não é isso que me faz lembrar que sou uma mulher casada.

No casamento, tal e qual, como em qualquer outra relação que tenhamos escolhido fazer parte, não deve existir um objecto ou um acessório, que nos faça lembrar do nosso compromisso. Pelo menos não deveria ser assim…

Ao casarmos com alguém, uma parte de nós deixa de ser apenas o “eu” para passar a ser “nós “, e através dessa conjuntura no plural, talvez essa relação seja bem sucedidaQuem sabe se não seja esse o segredo!

No presente, e com a minha idade é sem dúvida um grande acontecimento, fazer 25 anos de casada, principalmente quando as cotações de apostas contra, sempre foram as que estiveram na frente, e ainda o são.

Quando resolvi dizer o sim, no dia 2 de Dezembro, à 25 anos atrás, eu disse porque foi essa a minha decisão e foi com ele e apenas ele a quem disse o sim, todos os outros, os que estiveram presentes e os que não estiveram na minha cerimónia de casamento, pouco me interessava suas opiniões, nunca as pedi, um casamento é uma relação apenas a dois, apenas duas pessoas podem fazer parte dela, caso contrário, caso existam terceiras, o seu fracasso é eminente, mais dia menos dia!

Eu sempre me impus para que ninguém interferi se no meu casamento, mas nem sempre fui bem sucedida pelas inúmeras tentativas de invasão, enfim….

No meu mundo do” nós”, no mundo do meu casamento não dou permissão para que coloquem o bedelho, e tal como diz o velho ditado :

“Entre marido e mulher, ninguém mete a colher!”

No meu mundo do ” nós “, só existe lugar para duas pessoas…

No entanto, é importante que reste uma parte nossa individual, o “eu” para que nunca percamos a nossa verdadeira identidade.

O casamento é uma relação que funciona como o famoso anúncio aos automobilistas, “se conduzir não beba, e se beber não conduza”,ou seja, não podemos ser casados e querer ter a vida igual a quem é solteiro, tem que haver responsabilidade.

Tem que ter boas bases, respeito, honestidade e fidelidade ❤️❤️❤️❤️

Estou a poucas horas de estar de parabéns pelo meu aniversário de casamento, e espero que este se repita por muitos anos, longe daqueles que tanto torcem para que ele não se repita novamente 👌❤️🌹😉😊💯👌

Espero que continuem a acompanhar o meu blog e a minha escrita, obrigado e um grande bem haja a todos vós! ❤️😊🌹🤗

14 comentários

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s