Without fear 💯👌


Olá caros leitores,

Verdade, sem medos… Bom, creio que é difícil conseguir viver sem sentir medo. E o medo para mim não significa ausência de coragem, muito pelo contrário, só o facto de assumirmos que sentimos medo, é por si ser se corajoso!

Pessoalmente, embora não me considere uma pessoa medrosa, tenho medos, obviamente que sim, mas tenho um enorme defeito a acompanhar os meus medos, não admito a ninguém que os estou a sentir!

E porque tenho eu esse defeito, e não faço intenção de abdicar dele?

Existem inúmeras razões para a existência desse meu defeito, e também várias são as formas como o coloco em prática. Uma delas, é para proteger certas pessoas que eu amo muito. Normalmente essa proteção é aplicada, quando recebo alguma notícia menos agradável acerca do meu estado de saúde. E essa proteção existe, porque por vezes os outros lidam pior com a notícia do que eu, e isso não me ajuda nada, muito pelo contrário!

Uma outra razão é que quando sentem que eu tenho medo, e estou mais frágil, é precisamente quando utilizam esse medo e essa fragilidade para me colocarem ainda mais no tapete… Pois é realmente a minha inteligência nunca foi muito forte em relação a certas escolhas que fiz na minha vida! Mas pode acontecer a todos, e o melhor a fazer, é ignorar e mudar a nossa trajectória!

Poderá parecer fácil, mas até chegarmos a essa conclusão, a desilusão é algo que vai substituíndo cada vez mais outro género de sentimentos… É assim que funciona comigo!

E não o digo com felicidade, acreditem porque ainda existem muitas arestas para serem limadas na minha vida, para que eu possa finalmente ter a vida que realmente mereço. Poderá parecer vos dramático, negativo ou pessimista da minha parte, mas infelizmente tive que me tornar mais dura e menos sensível com certos assuntos, caso contrário não estaria aqui hoje a escrever vos!

E apenas eu, sei o género de recompensa que sou merecedora, porque apenas eu sofro com as minhas batalhas, todos os outros são espectadores! Sei que vos acabei de parecer um pouco arrogante…

Talvez em relação ao assunto relacionado com a minha doença, me tenha tornado um pouco arrogante, sim.

Detesto sentir medo, como também detesto que me incutam medo, porque tudo em mim depois, funciona ao contrário.

Analisando friamente as situações em que me incutem o medo, é precisamente quando eu sou mais corajosa, e posso dar vos um exemplo.

Quando sou submetida a exames de diagnóstico, para que os médicos possam avaliar melhor o meu estado de saúde e posteriormente saem os resultados, sempre fiz questão de ir completamente sozinha, para não sentir ainda mais pressão em cima de mim, porque nessas alturas, o que preciso mesmo é de controlar o medo que sinto. As vezes que permiti que me acompanhassem, foram as piores!

Mesmo até ter tomado a decisão de criar o meu blog, eu sentia medo e insegurança, e foi por essas razões que demorei mais tempo a fazê lo.

Tudo o que me afecte, seja a situação ou o assunto que for enquanto eu não sentir a segurança suficiente para o fazer, não valerá de nada tentarem convencer me, sou muito, mas muito teimosa.

Estes foram apenas alguns exemplos que vos dei, sempre baseados em mim, e nas minhas experiências de vida, mas espero que de alguma forma vos tenha conseguido transmitir, que o medo não significa cobardia. Significa precisamente o oposto, significa coragem e valentia!

Espero que continuem a acompanhar o meu blog e a minha escrita, obrigado e um grande bem haja a todos vós! 😊🌹🤗

5 comentários

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s