Um Pedacinho de Paraíso


Olá caros leitores,

Ai, o paraíso!!

Como é possível encontrar este pedacinho de céu, aqui na terra?

O meu está difícil de encontrar! Teima em esconder se de mim!

Se calhar, serei eu que não o consigo enxergar, e já o vi algures por aí…

O meu pedacinho de paraíso…

Sei que já lá morei …não foi por muito tempo, mas sinto que sim. Sinto que a minha alma já sentiu essa paz, que novamente tanto anseia!

Não é o inferno que me assusta, porque pelo que já vivi, o diabo já brincou bastante com o meu sofrimento… E a minha vida ainda não acabou… Nem meio século ainda tem, mas o que os meus olhos já viram, o inferno deixou de me assustar!

Por isso, a minha alma tanto anseia, por poder estar novamente naquele pedacinho de paraíso, onde encontrei a paz!

Nesse lugar, o tempo não corria, ouvia gargalhadas, e senti olhares sobre mim sinceros de orgulho,e tudo passava devagar….

Se houve um lugar em que existiu amor, foi naquele pedacinho de paraíso.. O meu pedacinho de céu, aqui na terra…

Foi tão bom!Eu era eu, e não uma sombra de alguém que ainda não descobri quem é… Desperdício de tempo, a verdade é essa… Pois perdi o que não voltarei a encontrar… Para quê? Porquê?

Para que todos fossem felizes, menos eu… Para que todos pudessem ter o seu paraíso, o seu pedacinho de céu, aqui na terra.. E eu?

Agora o que vejo em mim são, as marcas deixadas pela ingratidão, espalhadas ao acaso, mas bem visíveis a olho nu!

E o meu paraíso?

Nem com lanterna, nem com bússola, o encontro… Parece que o perdi…

Desperdício de tempo, foi isso que vivi! E quase me perdi!

Entrei no inferno, e fui eu quem lhe pediu para entrar, mas nunca pensei no sofrimento que isso me poderia causar!

Quando nessa porta eu bati, não foi o diabo que me a abriu.

O que os meus olhos viram, foi uma grande e majestosa porta,e nela ao que me pareceu, estar um anjo perdido, uma alma cheia de esperança, tal como eu, e por isso eu entrei… e rapidamente me perdi!

Por isso,quando oiço falar no diabo,e no inferno,a minha alma sorriMoro lá,sou uma sobrevivente desse lugar!

Não sei se sorri de alegria ou de pesar,mas com sarcasmo,vos posso assegurar,porque para sobreviver no inferno e ao diabo,pior que ele tive que lutar!

Fui salva,na hora em que minha alma se estava a afundar…Foi um anjo,o meu anjo, que a mão colocou no meu ombro,e ao ouvido me sussurrou: “Levanta te! Eu sempre estive aqui e nunca te vou abandonar!Poderás não me ver ,mas abre o teu coração e saberás.Nunca mais voltes para a escuridão,porque o teu lugar é na luz,e tu ainda tens muito para brilhar!”

Ainda moro no inferno,mas como sou luz, não preciso de me preocupar.Afinal o meu pedacinho de paraíso,o meu pedaço de céu na terra,esteve sempre dentro de mim,e por isso não o conseguia encontrar!Até o meu nome contém aquilo, que necessito para me lembrar…Carla!

Carla significa “mulher”,”mulher forte”,”mulher guerreira”,”mulher livre”…

O nome Carla é uma variante feminina de Carlos ,que vem do gêrmanico Karl.Existe quem relacione o nome com o termo gêrmanico Hari,que quer dizer “exército”ou “guerreira”.

O meu anjo chama se Carlos,o meu pedacinho de paraíso,o meu pedacinho de céu na terra… Porque me esqueci, durante tanto tempo da jura que lhe tinha feito? Minha alma lhe pertence,e lhe agradece por ter vivido um dia,em felicidade …Naquele pedacinho de paraíso,o meu pedacinho de céu na terra…Muito obrigado !

Espero que continuem a acompanhar o meu blogue e a minha escrita, obrigado e um grande bem haja a todos vós!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s