A Arte Do Engate.

Olá caros leitores,

Barriga encostada ao balcão, cabelo penteado, perfume, barba aparada, olha muito suavemente com os seus olhos de rufia. E assim começa a cantiga do Bandido!

Inicia uma busca em seu redor ,quando vai até novos locais em busca de novas conquistas,para que finalmente,a sua rotina de anos a perder de conta,seja diferente e possua também, alguém diferente para passar um bom bocado,com a esperança de levantar o ego e a auto estima.Pouco importa quem ficou em casa e que tipo de compromisso possa ter.Agora o importante é o momento!

Começa então a selecção da pessoa a quem irá cantar,suas velhas e ardilosas canções,com pequenas alterações,para que as palavras não lembrem quem deixara em casa, e isso possa implicar, nem que seja por breves segundos,algum remorso ou sentimento de culpa!

Não poderia ser melhor que a bar-tender.Mulher numa agradável faixa etária, que solta altas gargalhadas,e vai passeando por entre as mesas,abanando seu corpo de forma a evidenciar a sua presença e as suas vestes,minuciosamente escolhidas,também ela com a intenção de engatar algum”necessitado e queixoso homem comprometido”!

A canção tem inicio e a dança do engate também,os dados foram lançados!

E o homem pede mais uma bebida,desta vez um pouco mais forte,para o ajudar a desinibir e também transmitir a informação que dinheiro não é o problema para ele . A mulher também, ela se sente radiante,porque finalmente conseguiu a atenção de mais uma vítima. Após o primeiro olá,a conversa tem início e começam ambos ,por fazer as respectivas apresentações,dizendo seus nomes,idades,profissões,hobbies,e por fim a pergunta fulcral,a que se queria fazer desde o primeiro momento,o estado civil!

Este homem,começa a chorar,chegando mesmo a soluçar, sua tristeza contando a essa mulher,que é casado mas que desde à muitos anos que não é feliz,mas que ainda não se divorciou, porque ainda não tinha conhecido uma mulher tão bela, como a que acabou de conhecer e que foi o destino que o colocou ali, naquele estabelecimento,já estava escrito ser assim.A mulher solta bem alto, uma das suas habituais gargalhadas,leva a mão ao cabelo não muito longo,e a outra coloca a no ombro daquele pobre coitado,que ainda soluçava,lavado em suas lágrimas fingidas.Os minutos vão passando,transformando se em horas,mas nada de preocupações, o telemóvel está no silêncio,e tinha dado uma desculpa em casa…o tempo não era importante,estava certo de seu sucesso,porque já tinha o número de telemóvel e também já sabia como adicioná la nas redes sociais .Estava no bom caminho!

O que ele não podia adivinhar é que aquela mulher ,apenas queria mais uma vitima, para juntar à sua vasta colecção de homens casados,apenas e só para passar um bom bocado,não para ter qualquer tipo de responsabilidades… Pobre coitado,sem o saber, o feiticeiro virou brinquedo, nas mãos da uma bruxa!

Porém,a noite chega ao fim, porque o turno dessa mulher chegou ao fim,e ela menciona o facto de ter que ir para casa,dizendo lhe que é com muita pena que assim tenha, que ser, pois ela também não deu por o tempo passar, porque há muito que não tinha um turno tão agradável, na companhia de um homem tão bonito e agradável.Funcionou na perfeição,porque após estas frases mágicas ,aquele homem sentiu o seu ego a ser levantado tão alto,que parecia um pavão num ritual de acasalamento!

Fez questão de acompanha la ao carro,dizendo que são hábitos seus, e suas maneiras são como as de um cavalheiro, à moda antiga.Aquela mulher se pudesse,naquele momento saltitar,certamente o faria,porque já tinha conseguido pescar mais uma vitima, na sua rede maquiavelica . A noite termina com um longo beijo, dado muito próximo da boca,para que a vontade de voltar, ficasse a pairar,na cabeça daquele pobre coitado!

E realmente,aquela mulher era mestre na arte da sedução.Já representava este papel à vários anos,aperfeiçoando o, a cada representação,vitima após vitima,apenas porque sentia um enorme prazer em destruir lares e relações.A verdade é que funcionava, porque aquele homem voltou para sua casa,mas ao olhar para a sua mulher que já dormia,não foi o rosto dela que viu,mas sim o daquela mulher provocadora com quem tinha passado toda a noite,e tinha a certeza que queria mais ,que não podia ficar apenas por ali,as coisas teriam que ser levadas ao nível a seguir,a todo o custo.

Na arte da sedução,as mulheres conseguem com maior facilidade manipular as suas vitimas,como é o caso, que acabei de vos descrever. São um pouco mais ardilosas que os homens, porque possuem um tipo de sensibilidade que as faz serem bem sucedidas em seus objectivos,e este género então,enquanto não levam até ao fim o seu plano não descansam,porque não pretendem nada mais nada menos,que destruir algo que não lhes pertence,talvez por despeito ou inveja, porque nunca conseguiram ter um homem por muito tempo em suas vidas,sendo largadas à primeira oportunidade,porque os homens com quem possam ter tido um relacionamento finalmente, enxergaram o quanto vulgar, elas eram e o gostavam de ser .E se a vulgaridade possui algum tipo de magia,é pouco douradora, porque tudo o que é demasiado fácil,não possui muitos encantos!

Espero que continuem a acompanhar o meu blogue e a minha escrita, obrigado e um grande bem haja a todos vós!

4 comentários

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s