O CAMINHO DA PERDIÇÃO!


Olá caros leitores,

Qual é o tipo de curiosidade que o ser humano possuí, que lhe faz despertar com alerta os cinco sentidos,ao máximo?

Pois, irei dar vos o meu ponto de vista…Ao longo do tempo tenho vindo a aperceber me que o ser humano alimenta a sua curiosidade, através dos aspectos mais negativos da vida dos seus semelhantes, infelizmente não pelas melhores razões, não pela intenção ou necessidade,em ajudar naquilo que lhe fosse possível mas sim, porque afinal o ser humano alimenta se e enaltece o seu ego, com o mal alheio!

Não sei se vocês alguma vez em vossas vidas, já assistiram a esse tipo de crueldade, infelizmente eu já!

Já presenciei à alguns anos atrás, através de um casal amigo,em que uma pessoa do seu círculo de amizade,por se encontrar completamente com sua vida virada de pernas para o ar, e como quem está mal nunca o quer estar sozinho, tentou arrastar consigo um dos elementos,desse casal.

Vivi também de perto ao inicio de outra ruptura de outro casal amigo,mas desta vez não pela intervenção de alguém amigo,mas pelo adultério!

São situações completamente distintas,que pelo menos a primeira ,teve um final feliz!

Ambas apenas semelhantes possuem um ponto em comum,a intervenção de terceiros,no caso do segundo casal,esse terceiro foi uma mulher que mesmo tendo conhecimento,que o homem era casado,em nada a impediu de ter um relacionamento com ele!

Eu sou da opinião que, ninguém é obrigado a nada, e como eu costumo dizer,quando um não quer,dois não dançam!Porém,o sexo masculino,talvez pela necessidade obsessiva que sente em mostrar aos outros do seu género,que são igualmente garanhões,que também eles possuem uma colecção de troféus para que quando estão juntos, possam gabar se,e até mesmo trocar experiências vividas!

Faz parte da natureza do sexo masculino,gabar se desse tipo de proeza,como se ao fazê lo,o torna se o homem mais viril,ao cimo deste planeta!

Infelizmente é assim que vejo a maioria da população masculina,talvez por ter tido um pai adultero!

Mas não fiquem a pensar que são apenas os homens quem têm este tipo de comportamentos,também as mulheres o fazem,mas de uma forma mais silenciosa e menos gabarolas,até mesmo com o seu circulo de amizades.

Na minha opinião,é desprezível em ambos os casos masculinos ou femininos,porque quando estamos numa relação, e por alguma razão chegamos à conclusão que, não estamos felizes,ou porque conhecemos outra pessoa e começamos a nutrir sentimentos bastante fortes por ela, ou até mesmo por outra razão qualquer,nada melhor do que sermos completamente honestos e sinceros,com a outra pessoa que talvez continue a acreditar que está tudo bem!

Nunca será fácil fazê lo,nem deverá ser agradável ,sentirmos que somos os culpados de uma ruptura,porém na minha opinião,acho que é a melhor posição a tomar, perante casos de infidelidades,ou até mesmo antes que o façam,porque saberemos sempre distinguir qual o tipo de interesse temos por outra pessoa,e o caminho mais correcto a seguir,será sempre o da verdade!

Mas existe uma característica que nunca deveríamos, permitir que desaparece se de nossa personalidade, o carácter.Essa característica é uma das mais fundamentais no ser humano,e faz toda a diferença,por vezes é até o que nos distingue da vulgaridade.

Também eu sou casada,e farei este ano 25 anos de casada,e se por ventura um dia, eu sinta que o meu sentimento pelo meu marido,já não é o mesmo ou que já não é suficiente para continuar a seu lado,será ele o primeiro a tomar conhecimento disso,porque por alguma razão é uma relação a dois e nunca irei perder o respeito que tenho por ele enquanto pessoa ,já para não mencionar como pai dos meus filhos,e uma relação deste género, terá que ser sempre mantida a dois,e quando existir a probabilidade de terceiros, normalmente essa relação não terminará da melhor forma e pior ainda ,senão houver sinceridade e carácter,não só iremos viver com a nossa consciência pesada,como poderemos destruir o estado emocional da outra pessoa!

Penso que o adúltero ou as várias formas de traição,sim porque não é necessário haver contacto físico para haver traição,ás vezes uma troca de palavras ,que só são ditas quando se tem algum interesse para além, de uma simples amizade,uma troca de fotografias intimas ,para mim já significa traição,mas eu sou à moda antiga ,como se costuma dizer,e não consigo adaptar me a estas “modernices”,que na minha opinião são desprezíveis.

A forma como eu vivo a minha relação/casamento,é o que faz de mim ser nos dias actuais das poucas mulheres que gostam de marcar pela diferença,ao não serem vulgares,ao não serem “fáceis”,como se diz na gíria da língua portuguesa,porque tudo o que é demasiado fácil,depressa perderá os seus encantos…Não me considero uma mulher que chama a atenção,mas eu também gosto de ser discreta,não sou alta nem loira de olhos claros,ou nem uso roupas provocadoras e nem sequer tenho aquele tipo de discurso vulgar,como hoje em dia muitas mulheres o fazem,e é muito triste ,porque apenas fomentam,o seu lugar na sociedade ,como presas fáceis e meros objectos de prazer carnal.Como o número de mulheres com este tipo de comportamentos, tem sem dúvida vindo a aumentar,faz com que cada vez mais,a mulher seja vista como um ser utilizável e descartável, e quem é diferente por vezes tem que ser rude e arrogante,para não ser mal interpretada,por ter um gesto mais carinhoso, ou porque foi apenas beber um café com um amigo,sim porque eu acredito que seja possível a existência de uma amizade entre um homem e uma mulher,onde ambos são plenamente conscientes e seguros de si!

Este tipo de experiências,descuidos ou até brincadeiras,como já ouvi inúmeras vezes,chamarem à traição,nunca levarão nada nem ninguém a um bom caminho,e mesmo que leve um,acabará por existir uma parte que ficará para sempre danificada!

Por isso,deveríamos pensar muito bem antes de brincar com os sentimentos dos outros e até mesmo com os nossos,porque acreditem ou não, ainda existe esperança na existência de cavalheiros,em pleno século XXI.

Espero que tenham gostado,obrigado!

6 comentários

  1. Podes dizer-me, por favor, que caminho devo seguir para sair daqui?
    Isso depende muito de para onde queres ir – respondeu o gato.
    Preocupa-me pouco aonde ir – disse Alice.
    Nesse caso, pouco importa o caminho que sigas – replicou o gato.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Obrigado pelo seu comentário! É através deles que conseguirei, interagir convosco,e dessa forma, continuar a pensar em temas e tópicos interessantes para todos😊🌹fica bem também e beijinhos grandes 😘😘🌷🌺

      Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s