Até quando?

Cada dia que passa sinto mais revolta e indignação dentro de mim, por causa desta situação grave que o mundo está a viver…

Fico triste e anciosa, cada vez que leio as notícias e me deparo com disparates, atrás de disparates..

Custa assim tanto conter um pouco mais as decisões precipitadas por causa do maldito capitalismo que controla o mundo inteiro?

Será que a vida humana tem tão pouco valor?

Até quando nos irão continuar a mentir, e a manipular as verdadeiras informações da realidade nua e crua?

Quanto tempo irão demorar a perceber que este inimigo é invisível, e que não escolhe idades, sexos, ricos ou pobres?

Porque não dão voz aos verdadeiros heróis que diariamente arriscam as suas vidas, e estão na linha da frente, que entendem na verdade os senhores dos governos dos países, esses que continuam intocáveis e arrogantes com as tomadas de decisões de se voltar ao normal antes do devido tempo, e que nem sequer têm noções de medicina?

Será que na verdade querem mesmo diminuir com a densidade populacional, principalmente no que diz respeito a pessoas pertencentes aos grupos de risco, porque esses são os que mais despesas dão ao estado?

Estou verdadeiramente zangada, não com este terrível vírus, que me apavora, mas sim com as atitudes de quem infelizmente tem o poder da decisão e que acaba por ser responsável pelas mortes que virão a acontecer!!!

Pessimista, caros leitores não, de forma alguma.. Realista e bem consciente que ninguém ainda se deu verdadeiramente conta da verdade, porque embora esteja privada de sair de casa, tenho janelas e desde que tudo começou, até mesmo com o estado de emergência implementado, as pessoas na minha área de residência nunca respeitaram nada e sempre fizeram as suas vidas normais como se nada estivesse a acontecer…

Começo sim a ficar preocupada com o aumento que sinto do sentimento de desprezo pelas atitudes destes seres egoistas, e sinceramente não sinto um pingo de remorsos ao vos estar a escrever, o que verdadeiramente estou a sentir..

Sinto medo, sim e cada vez mais, porque nunca me considerei uma heroína.. Sempre fui sim corajosa e lutadora, com capacidades de levantar me a cada trambolhão que dou… Tenho garra, mas não significa que não sinta medo.. E sentir medo não é ausência de coragem, na minha opinião e para mim é precisamente o contrário…

Acordem de uma vez por todas, nada voltará a ser como antes, temos um longo e cansativo processo de aprendizagem, de reestruturação no modo de estarmos na vida e de continuarmos vivos, mas isso será possível se formos capazes de ser mais pacientes e responsáveis…

Por favor, vivam e deixem viver!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s